Início » O profissional de marketing na era pós-Chat GPT
Noticias

O profissional de marketing na era pós-Chat GPT

68% dos profissionais da área já têm uma estratégia de IA definida, enquanto a Web3 surge no horizonte, a humanização ainda é essencial

A transformação digital agora faz parte do DNA dos profissionais de marketing, com a ascensão de novas tecnologias e ferramentas, como inteligência artificial (IA) e a Web3, um ecossistema online descentralizado baseado em blockchain, que deverão desbloquear novas habilidades e possibilidades no mercado de propaganda.

O relatório ‘State of Marketing’, da Salesforce, destaca que os profissionais de marketing já classificam “experimentar novas estratégias e táticas de marketing” como sua segunda maior prioridade.

À medida em que essas tendências ganham mais espaço, os profissionais de marketing se voltam para abordagens criativas e para o uso de novas táticas digitais para manterem seus esforços relevantes para os consumidores.

Pouco mais da metade (51%) dos profissionais afirmaram contar com uma estratégia para a Web3, com produtos virtuais e casos de uso de realidade virtual ou aumentada. E outros 46% ainda não implementaram soluções nessa linha, mas têm essas novas tecnologias no horizonte.

Desde o lançamento do Chat GPT, em novembro de 2022, o uso da inteligência artificial generativa se tornou protagonista nos debates e um pote de ouro para otimizar vários setores do marketing e, em especial, do atendimento ao consumidor.

“Os profissionais de marketing e as empresas estão liderando com valores, apostando na inovação. Eles estão priorizando gerar o máximo valor possível das ferramentas e tecnologias existentes, focando em novos investimentos em áreas decisivas, como automação e produtividade”, explica Sarah Franklin, CMO da Salesforce, no relatório.

De fato, três dos quatro principais casos de uso de IA estão ligados à automação, o que revela a importância de aumentar a velocidade e a eficácia usando os recursos existentes. 68% dos profissionais de marketing afirmam contar com uma estratégia de IA totalmente definida, comparado a 60%, em 2021, e 57%, em 2020.

Como a IA é usada pelas empresas
No entanto, o Chat GPT e suas variantes, como o Bard do Google, ainda não são capazes de substituir pessoas. Um consenso, pelo menos até agora, é de que as IAs são ferramentas muito úteis na otimização de processos e redução de tempo, mas a curadoria humana ainda é imprescindível.

As organizações de marketing estão bem cientes dos benefícios e continuam a investir em aplicativos de IA que incrementam a jornada do cliente, como solucionar identidades e impulsionar as melhores ofertas possíveis em tempo real, aponta a Salesforce.

Mas outro aspecto fundamental para a boa utilização das IAs é respeitar o desejo dos consumidores. Embora eles estejam mais online do que nunca, o levantamento aponta que 43% ainda preferem canais não digitais. É preciso construir pontes entre o digital e o mundo físico.